Receitas para
seu Jantar a Dois
por Rodrigo Clasen.

Filé Wellington, a Tradicional Receita Inglesa

Escrito por Rodrigo Clasen

Filé Wellington com Molho de Geleia de Uva Malbec e Purê de Cenoura


Filé Wellington

Existem coisas que nos desafiam, ao enfrentá-las e sairmos vencedores um sentimento de orgulho e felicidade nos domina.

O Filé Wellington, ou Bife Wellington, para mim era um desses desafios, acertar o ponto da carne, sem poder vê-la ou tocá-la era algo que me causava uma certa apreensão e apesar de sempre querer fazer esta receita em casa, este receio me afastava dela.

A decisão em preparar começou quando comecei a ver inúmeras publicações no instagram da Chef Carla Pernambuco de seu Filé Wellington servido no restaurante Carlota e com o incentivo de minha esposa Carol.

Os momentos que antecederam o corte da primeira fatia do Filé Wellington foram dignos de um filme de Hitchcock, cheios de tensão no ar. Ao ver o ponto perfeito da carne, ainda rosada por dentro, um sorriso de orelha a orelha se estampou em meu rosto.

Nosso Filé Wellington foi servido com molho de geleia de uva Malbec acompanhado de purê de cenoura.



Ingredientes

Filé Wellington


  • 500 g de filé mignon limpo e cortado em formato cilindrico
  • 250 g de cogumelo paris
  • 100 g de presunto cru
  • 1 cebola pequena
  • 400 g de massa folhada pronta
  • 1 gema
  • Sal e pimenta a gosto

  • Molho de Geleia de Uva Malbec


  • 80 g de geleia de uva Malbec
  • 50 mL de vinho tinto
  • Sal a gosto

  • Purê de Cenoura


  • 3 cenouras, aproximadamente 280 g
  • 1 ½ xícara e leite
  • 3 colheres de sopa de farinha
  • 1 colher de sopa de margarina
  • ½ cubo de caldo de legumes
  • Sal a gosto

  • Modo de Preparo



    Filé Wellington

    Comece preparando o purê de cogumelos que será utilizado na montagem do filé. Limpe os cogumelos e corte em 4 partes. No liquidificador bata os cogumelos, se necessário com um pouco de água, até formar um purê. Pique a cebola em cubos pequenos e refogue, quando ela começar a dourar junte o cogumelo. Cozinhe até secar bem, tempere com sal e leve a geladeira para firmar.

    Tempere o mignon com sal e pimenta a gosto. Em uma panela bem quente você deve selar o mignon de todos os lados. Depois de selado seque a carne com um papel toalha ou pano de prato e, enrolada um um papel toalha ou pano de prato, leve a geladeira para descansar por 15 minutos.

    Em uma bancada abra um pedaço de filme plástico, suficiente para enrolar o mignon depois. Sobre o filme plástico espalhe as fatias de presunto cru sem deixar espaço entre elas. Sobre o presunto espalhe o purê de cogumelos, coloque o mignon sobre esta "cama" de presunto e purê, bem no centro, e com a ajuda do filme plástico enrole o mignon. Depois de enrolado aperte bem as pontas, co leve a geladeira para descansar por 30 minutos.

    Em uma bancada abra a massa folhada, de acordo com as instruções da embalagem, utilizamos a da marca Arosa de 400 g, coloque o mignon sobre a massa e enrole bem, dobrando as pontas para baixo. Você pode utilizar fatias de massa que sobrarem para decorar e auxiliar no corte das fatias posteriormente. Leve a geladeira para descansar por mais 15 minutos.

    Pincele a massa com a gema de ovo, coloque em uma assadeira untada e asse em forno pré-aquecido a 180oC por 25 minutos.

    Clique na imagem abaixo para visualizar as etapas.


    Molho de Geleia de Uva Malbec

    Em uma panela pequena já quente coloque o vinho e a geleia até que a geleia derreta, tempere com sal e deixe reduzir um pouco e desligue o fogo.

    Purê de Cenoura

    Rale a cenoura bem fina, adicione todos os ingredientes no liquidificador e bata até que formem um creme. Transfira o creme do liquidificador para uma panela e cozinhe até o purê engrossar (mexendo sempre), tempere com sal a gosto.


    Bife Wellington

    Serve 4 pessoas

    Bom Apetite!






    Sobre Rodrigo Clasen

    Minha curiosidade na cozinha começou um pouco tarde. Quando saí de casa para estudar e morar sozinho. Minhas primeiras preparações foram orientadas por telefone e não fugiam muito do arroz e bife. Porém, mesmo assim, em alguns momentos eu me arriscava no uso de temperos e especiarias para “reinventar” o preparo.

    Hoje, alguns anos, muito estudo e preparos depois, posso admitir com toda a certeza que cozinhar é um hobby prazeroso, que me une mais a minha esposa, que me proporciona novas aventuras, conhecer novas pessoas e crescer como pessoa lendo, testando, escrevendo e compartilhando nossos momentos na cozinha, que nos fazem tão bem.

    Em poucas palavras eu sou:

    Publicitário, com atuação em marketing, e apaixonado por tudo que envolve a gastronomia.

    Apaixonado e Casado com a Carol, parceira de Jantares a Dois e de cozinha.

    0 comentários :
    Postar um comentário