Receitas para
seu Jantar a Dois
por Rodrigo Clasen.

Casillero del Diablo: A Lenda

Escrito por Rodrigo Clasen

Casillero del Diablo Merlot 2014


Casillero del Diablo Merlot 2014

Uva: Merlot
Safra: 2014
Origem: Chile
Região: Valle Central
Temperatura: 16ºC
Produtor: Concha y Toro
Envelhecimento: Barricas de carvalho americano (tempo não disponível).
Tempo de Guarda: Não Disponível


O vinho:


Casillero del Diablo Reserva
A lenda em torno dos vinhos Casillero del Diablo tem início no final do século XIX, quando Don Melchor de Concha y Toro guardou sob sete chaves alguns dos melhores vinhos feitos a partir de uvas trazidas da França.

Para evitar que seus vinhos fossem roubados, Don Melchor, difundiu que sua vinícola era habitada pelo diabo. Passados os anos Casillero del Diablo tornou-se um dos vinhos mais conhecidos do mundo e sua qualidade o torna um dos vinhos mais bebidos e apreciados.

Este Casillero, não diferente dos outros, é um vinho de aparência límpida com uma cor vermelha bem escura. No paladar é encorpado com uma textura aveludada, a madeira está evidente e seus taninos e acidez são altos. Um vinho com bom equilíbrio entre álcool, taninos e acidez e com média persistência em boca.

Nos aromas estão presentes as frutas vermelhas com destaque para amora e a madeira se sobressai um pouco sobre as frutas.

Descrição do produtor:

Cor: Púrpura intenso e profundo.

Aroma: Aromas sutis de chocolate, ameixas negras, amoras e especiarias com toque de baunilha e fumo.

Sabor: De corpo médio, taninos amáveis, textura envolvente e um longo e agradável final.


Saiba a opinião de quem já bebeu este vinho.


Receitas aqui do blog que harmonizam com o vinho


Risoto de Pera, Gorgonzola e Nozes
Risoto de Pera, Gorgonzola e Nozes

Frango com Molho de Laranja
Frango com Molho de Laranja

Panqueca de Espinafre e Ricota
Panqueca de Espinafre e Ricota

Um Brinde!





Sobre Rodrigo Clasen

Minha curiosidade na cozinha começou um pouco tarde. Quando saí de casa para estudar e morar sozinho. Minhas primeiras preparações foram orientadas por telefone e não fugiam muito do arroz e bife. Porém, mesmo assim, em alguns momentos eu me arriscava no uso de temperos e especiarias para “reinventar” o preparo.

Hoje, alguns anos, muito estudo e preparos depois, posso admitir com toda a certeza que cozinhar é um hobby prazeroso, que me une mais a minha esposa, que me proporciona novas aventuras, conhecer novas pessoas e crescer como pessoa lendo, testando, escrevendo e compartilhando nossos momentos na cozinha, que nos fazem tão bem.

Em poucas palavras eu sou:

Publicitário, com atuação em marketing, e apaixonado por tudo que envolve a gastronomia.

Apaixonado e Casado com a Carol, parceira de Jantares a Dois e de cozinha.

0 comentários :
Postar um comentário